Contando bobagens


 

Diga que lava roupas, leva filho à escola,
Fez um bolo com receita inventada na hora,
Tomou chá de boldo pra dor de estômago,
Jogou todos os joguinhos disponíveis na net,
Lavou toda a louça da pia sem reclamar.
 
Arrumou o armário de roupas pela milésima vez,
Foi multada, assaltada, escorregou e se machucou,
Ficou calada quando queria demais falar tudo,
Replantou azaleias achadas no depósito de lixo,
Comprou tomates verdes só pra vê-los amadurecer.
 
Jogou fora alimentos com validade vencida,
Encontrou aquele batom que estava perdido,
Mandou ajuda pra todos os vizinhos do Jardim,
Escovou os dentes mais de seis vezes ao dia,
Ficou sem almoçar por absoluta falta de tempo.
 
Deu a volta inteira na ilha ouvindo a mesma música,
Mesmo que seu amor continue um jardim de delícias,
Resistiu, não contou, não falou, não pensou alto,
Arrancou todas as folhas secas de suas plantas,
Resolveu doar aquela coleção de canetas lindas.
 
Acompanhou a vizinha ao médico e ao dentista,
Foi à missa das quartas feiras e chorou feito idiota,
Não contou mentiras, porque ela tem perna curta,
Ficou de espreita à espera do sol reaparecer,
Chorou com as fotos de animais maltratados.
 
Sorriu para a inveja, o descaso e a falta de amor,
Viu a chuva cair incessantemente e sentiu-se feliz,
Retratou folhas, flores, árvores, rostos bonitos,
Atendeu vários telefonemas ao mesmo tempo,
Pagou todas as contas em dia, graças a Deus,
Passou a usar GPS, Instagram, Tweetpick, Pinterest..
 
E quando tiver que falar de si, vai pensar várias vezes
Antes de dizer quem é - o que faz de verdade e o que pensa...
 
Sunny L