Sublimar





Sublimar

Pela pequena estrada de eucaliptos
Busco comida para minha família.
Tenho medo, mas olho as florzinhas
Vou e volto, com macarrão nas mãos.
Descubro que sou  agora, mocinha
Vestirei roupas novas, de florzinhas
Tenho medo, mas olho as margaridas
Vou e volto, com novos perfumes.

Pela mesma estrada, fui-me embora
Conheci novos mundos, feliz.
Sinto grande saudade dos abacateiros,
Goiabeiras e cachoeiras...
Tenho medo, mas ainda olho as flores.
Vou e volto, sou mulher, agora.

Por outra estrada, agora caminho
Tão diferente daquela dos eucaliptos e flores
Encontrei outros seres, outros amores
Nos meus pensamentos bons, sempre!
Das cachoeiras sinto o barulhinho
De águas caindo, das goiabeiras, o cheiro,
Misturado aos deliciosos eucaliptos,
Tantas margaridas,tantas cores.
 
Faço o meu destino, visto-me de Amor
E deixo a Luz entrar.

(*) Sublimar : Tornar sublime; enaltecer, engrandecer, exaltar: Sublimar a existência. Sublimar o amor. vtd 2 Elevar à maior altura da dignidade, da grandeza, da honra (Michaelis)

Prosa escrita ao relembrar minha infância em Santa Teresa-ES