Muito melhor...




Muito melhor que hoje
é dar-te um "Upa!"
enquanto cresces...
És candura de ser criança
e nunca tornar-se adulto.

Muito melhor que hoje
e levar-te à escola
com sacolas pesadas
e esconder-me atrás da porta
enquanto me beijas, de longe.

Muito melhor que hoje
é ver-te ouvindo o Queen,
U-2,  o Abba e Allanis
enquanto faço-te hot-dogs
ao som de minhas serestas.

Muito melhor que hoje
é ser bem-vindo ao mundo
às seis e trinta da manhã...

Muito melhor que hoje
é abrigo no peito que te dava
nos teus desejos, não atendidos.

Muito melhor que hoje
é não sentir dor alguma
nem física, nem de saudade.

Muito melhor que hoje
é dizer que sempre te amo
vestida de amor, na janela.

Muito melhor que hoje
é dizer que nunca esquecerei
das nossas primaveras...

Muito melhor que hoje
são teus leves toques
no meu coração,
que eram sorrisos, um dia.

Para meus filhos, Rodrigo e Ricardo.
Domingo de outubro, 2011 - inicio do horário de verão