Alma, Corpo e Mente



Assim te vejo, meu Mistério sem fim:
Estrelas entrelaçadas em abraços de luz ,
Daqui onde estou, assim te vejo, Amor.
De tanto te amar, dei aos luares
Em todos os lugares por onde passas
Todas as cores do Universo!
Daqui onde estou, assim de vejo, Amor...

Este é o (meu) Amor-ALMA.


Visto-me de vermelho, colares de pérolas,
Perfumes em meu corpo espalho devagar,
Danço todas as canções embaladas
Abraçada ao teu corpo e tua pele...
Cada momento que passa tem um nome
Forte, escondido, bom e voraz.

Este é o (meu)Amor-CORPO.
Meu pensar bordado de fios dourados
É lindo, intenso, puro e sente ternura!
Entrego tudo que eu sou e inquieta desperto.
Eu te desejo aqui... É só o que eu quero!

Este é o (meu) Amor-MENTE.



Manhã de quinta, nublada e quieta de outubro 13, 2011

" É difícil definir o amor; tudo que podemos dizer é que, na alma é um desejo que rege, na mente é uma afinidade, e no corpo fica suavemente oculto até que queira possuir o que amamos— É mais misterioso do que supomos." François de La Rochefoucauld