Vida



Mostro quem eu sou
nos meus versos soltos,
tenho virtudes e defeitos,
medos e alegrias,
ouço canções tristes ou alegres
e delas faço um show
no meu pensamento.
Tenho tensos apegos,
amor imenso,
marcas de um passado
que tiram, ainda, a minha calma.
Sou louca e sensível,
menina e mulher,
amante de raios de sol
e espero dias amenos
para ainda andar de mãos dadas.
Na dança dos meus dias,
sou mente bonita, limpa,
de minhas memórias.
Nada jogo pro lado, vivo atitudes de paz.